Saca-rolhas. O acessório que não podem faltar na sua casa.

Acessórios para vinho

A maioria dos acessórios são tão importantes quanto à escolha do próprio vinho. Algo que é bastante natural é a insegurança do consumidor na definição de compra e até mesmo pela própria utilidade atribuída a cada um de seus diversos estilos. Para muitas pessoas alguns podem parecer mera “frescura”, pois ninguém precisa de um  Saca-rolhas de verdade. Taças são fundamentais mesmo? E esse tal  Decanter? Vinho precisa ventilar para ser necessário um Aerador? Termômetro é tão importante mesmo?

Deixo uma pergunta a você: quais são essenciais e quais os melhores tipos? E quais servem apenas para deixar o momento da degustação e refeição ainda mais especiais? Vamos explicar em uma série de publicações a funcionalidade desses adoráveis objetos que não podem faltar na sua casa e em quais ocasiões eles devem ser mesmo utilizados.

Mas uma coisa certamente todos eles farão: do momento de servir aquele delicioso vinho uma experiência prazerosa, descontraída e de ótima impressão aos olhos vistos de todos os acompanhantes, convidados e amigos. Duvida?

  • Saca-rolhas

Se existem rolhas, é porque existem garrafas de vinho que necessitam de vedação. Saiba como tudo começou:

Dom Perignon

 

Antes da invenção da garrafa de vidro, era muito difícil controlar a qualidade do vinho, pois sendo ele uma bebida “viva”, muitos seriam os problemas encontrados porvir.

Na época da Grécia antiga, vinhos eram estocados em ânforas, uma espécie de jarro de barro, utilizadas por esse povo, assim como também pelos romanos principalmente no transporte e armazenagem.

A primeira evidência do vidro provém do Egito antigo, onde artefatos diversos como porta cosméticos, vasos e tigelas eram fabricados com essa nova matéria prima, a qual só ganhou mais importância dada à grande descoberta feita pelos Sírios, a técnica de sopro, ou seja, a forma a qual conhecemos utilizada para produzir objetos ocos, como copos e garrafas.

 Após longos anos, a garrafa começou a ser utilizada apenas para transportar vinhos das barricas até a mesa do cliente (isso no período medieval). Com o crescimento do consumo, vieram normas e leis mais severas para a produção de vinhos, então os ingleses, que são grandes consumidores de vinhos, tiveram a ideia de produzir garrafas de vidro mais espessas, não mais apenas para transporta-los como também para armazena-los.

A ROLHA:

Antes da invenção da rolha, vinhos eram feitos para serem consumidos frescos, pois não existia a necessidade de se guardar a bebida por longos períodos, tampouco era sabido de que com o tempo esses viessem adquirindo sabores  e aromas diferentes, os quais vão ganhando mais complexidade, o qual chamamos de bouquet.

A invenção da rolha é atribuída a Dom Pérignon, um monge da ordem dos beneditinos (França) inventor também do espumante mais famoso do mundo, a Champagne.

 

O SACA-ROLHAS:

História, funcionalidade e seus diferentes estilos.

Saca Rolhas

A história atribui a invenção também aos ingleses, cujo os primeiros modelos foram basicamente uma adaptação semelhante a um objeto de metal utilizado para limpar armas de fogo. Com o passar dos anos e com a modernidade, foram surgindo diversos tipos, entre manuais e elétricos, cuja a praticidade depende mais da opção de escolha de quem vai utilizar.

Há uma grande variação de formatos e estilos, mas o preferido pelos sommeliers é o de dois estágios (modelo nº 4); é portátil (cabe no bolso ou no avental), é fácil de utilizar e ainda contém a “faquinha”  para cortar a cápsula do vinho. Ainda entre os modelos manuais, há o modelo simples, com a mecha rabo de porco (modelo nº 1) que é bastante utilizado, porém diferente do de dois estágios, do modelo alavanca e do modelo plástico em polipropileno (os dois últimos citados referentes ao 2 º e modelos) requer uma forcinha extra na hora de “sacar” a rolha. Já os elétricos (5 º modelo) são muito fáceis, mas requer um espaço para guardar, como em um balcão na cozinha (pois ele contém uma base) funcionam a bateria, podendo abrir muitas garrafas com apenas uma recarga e sem esforço algum: basta inseri-lo com firmeza no gargalo da garrafa que ele fará todo o trabalho sozinho.

Ouse, experimente e descubra, qual é o melhor tipo que se enquadra com o seu estilo e sua necessidade.

Escolhemos aqui dois grandes vinhos para você testar com o seu saca-rolhas!

naturelle

cabeço

Fonte: Vinhos On Line - por

Carregando...