Os acessórios que não podem faltar na sua casa. Aerador de vinho

Se buscarmos a origem da palavra aeração, ou seja, o ato de “aerar” encontraremos as seguintes explicações:

Aeração significa: “ventilação ou renovação do ar em ambiente fechado”. “É o ato de aerar ou arejar determinado elemento”. “Consiste na troca de gases entre o elemento a ser arejado e a atmosfera”.

O sistema de aeração pode ser utilizado em diferentes áreas. Na Biologia é realizada a aeração dos tecidos vegetais; em Química significa a aeração de substâncias diversas; na Medicina aeração é a transformação realizada dentro dos pulmões, do sangue venoso em sangue arterial; na Agricultura a aeração é do próprio solo, a qual consiste na renovação de ar contido no mesmo através de um processo de troca de gases entre este e a atmosfera que com a remoção do excesso de gases de CO2 (gás carbônico) e outros gases, obtém-se uma evidente melhoria da qualidade do solo e aumento da produção. A água também pode passar pelo mesmo processo de troca de gases! E nos vinhos, qual será a sua significância e de que forma ela ocorre? Para que a aeração nos vinhos possa de fato ocorrer, é preciso um aerador.

Uma volta no tempo. A utilização do Decanter como aerador

Já explicamos em uma publicação anterior que a função secundária do Decanter é justamente gerar oxigenação nos vinhos através da aeração. Ela se inicia na trasfega e continua se revelando posto o líquido em descanso em um tempo que varia conforme a necessidade do vinho podendo ser de 20 minutos a até 40 minutos para os vinhos com mais estrutura, e consequentemente com aromas mais fechados.

Inovação, modernidade e praticidade: aerador de vinho

O aerador de vinho desponta como uma grande revolução que cada vez mais ganha adeptos entre profissionais e enófilos que se rendem aos diversos benefícios os quais ele certamente concede. Com o processo de aeração realizado através do Decanter, era necessário esperar por algum tempo para que o vinho em taça pudesse revelar toda a complexidade e beleza de aromas, esses os quais só podem mesmo surgir após a interferência do oxigênio. Com o aerador tudo se torna mais prático e rápido, e vamos explicar o porque:

A forma como aerador age em contato com o vinho segue o princípio de um matemático holandês, o qual ficou conhecido como “Principio de Bernoulli” baseado na seguinte tese: um líquido, ao passar por uma tubulação com uma seção de diâmetro menor, diminui a pressão e aumenta a sua velocidade e junto a um tubo fino é capaz de atrair um fluxo de ar que permite a oxigenação imediata desse líquido. E é assim que funciona o aerador de vinho!

É preciso saber que este acessório melhora significativamente o aroma do vinho, mas não muda ou abre tanto o sabor.

Como e quando utiliza-lo?

– Utiliza-lo diretamente da garrafa para o copo,

– Com vinhos mais jovens quando os aromas frutados parecerem estar mais “fechados”,

– Preferencialmente com vinhos tintos, pois os brancos possuem aromas mais destacados,

– Evita-lo com vinhos mais maduros e de longa guarda, pois a oxigenação acelerada pode desestruturar os aromas do vinho, o que requer de fato, uma aeração natural e gradativa.

 

São muitos os tipos disponíveis para venda. Segue abaixo algumas sugestões:

 
 
 Aerador

 

E se você já possui um aerador, porque não escolher um delicioso vinho para utiliza-lo? Daremos aqui algumas dicas:

 Punto Final Estate Grown Cabernet Sauvignon

Casa Silva Edicion Limitada Petit Verdot

 Ysern Gran Reserva Tannat

Vega Tolosa Crianza Bobal

De Loach Zinfandel

Château Grand Jean Bordeaux Supérieur 

Jules Taylor Pinot Noir

Quinta das Camélias Reserva – Touriga Nacional/Alfrocheiro/Jaen

Fonte: Vinhos On Line - por

Carregando...